Fotos posadas, que não expressam a emoção dos convidados e noivos são coisas do passado.
Hoje os casamentos são registrados de forma espontânea.
São as fotos estilo jornalístico, que permitem que os noivos ajam com naturalidade, deixando aos fotógrafos a tarefa de se desdobrarem para captar as melhores cenas, como em uma reportagem.
É claro que os noivos não abrem mão das fotos tradicionais ao lado dos pais e padrinhos, trocando aliança e na hora de cortar o bolo. A diferença é que os bons profissionais podem dar um tratamento artístico às fotos clássicas,com enquadramentos diferentes e um olhar inovador.
Não há regras definidas para determinar o estilo das fotos.
A opção vai depender apenas do gosto e personalidade dos noivos.
Antes de contratar uma empresa, é preciso conversar com o fotógrafo, conhecer o seu trabalho e se identificar com ele.
Deve-se levar em consideração também a experiência do profissional e sua sensibilidade para captar momentos e detalhes importantes.
Muitos fotógrafos usam câmeras convencionais, além das câmeras digitais. Outros usam câmeras digitais com exclusividade. A tecnologia digital é uma das grandes ferramentas dos fotógrafos e cinegrafistas atuais. Com ela é possível manipular fotos, tornando-as mais artísticas ou corrigir defeitos.
Na realidade tem que se tomar muito cuidado na escolha da empresa que vai fotografar seu casamento.
Pesquise… converse… tire suas dúvidas…
Mas o mais importante é não se impressionar pelo menor preço.
Fechar o contrato sim, pela qualidade do serviço, e não só pelo custo. Porque as vezes o barato sai caro.
As fotos e vídeo é que serão para sempre a memória deste dia tão especial.

Escrita por Elisa Martins